cantoria.png

CANTORIA PRODUÇÕES ARTÍSTICAS

Fundada em 2008 por Cláudio Lacerda, a produtora já promoveu mais de 150 apresentações em unidades do Sesc e do Sesi, prefeituras municipais, por meio de editais públicos e privados e em shows corporativos.

Cláudio Lacerda, diretor da Cantoria, é hoje um dos principais artistas da música campesina. Gravou 5 CDs, que contaram com a participação de grandes músicos, como Renato Teixeira, Tinoco e Pena Branca. Dividiu palco com Dominguinhos, Renato Teixeira, Miriam Mirah, Pena Branca, Tinoco, Paulo Simões, Alzira E., Tetê Espíndola, Neymar Dias, Toninho Ferragutti e Paulo Freire.

Acumula 4 premiações, sendo 3 delas sequenciais no “Prêmio Nacional de Excelência em Viola Caipira”, na categoria “Melhor Intérprete” (2004, 2010 e 2013), além de ter sido ovacionado por críticos musicais nos veículos O Estado de São Paulo, Diário de São Paulo, Estado de Minas, Correio Braziliense, Revista Rolling Stone, entre outros.

A produtora foi a responsável pela realização das duas primeiras edições do projeto ConSertão, itinerância de concertos ao ar livre e gratuitos em homenagem à música caipira. O projeto já passou por 9 cidades do estado de São Paulo e atingiu cerca de 31 mil pessoas.

Projeto: CONSERTÃO - 3ª Edição

Identificação

• Mecanismo: ProAC ICMS

• Código: 29204

• Proponente: Cantoria Produções Artísticas

• Período de Realização: 2020

• Locais de Realização: Taubaté, Campinas, Botucatu e São Paulo (cidades poderão ser escolhidas pelo patrocinador, mediante comum acordo com a Direção do projeto)

Resumo do Projeto

O projeto prevê uma itinerância de 4 concertos ao ar livre em cidades do estado de São Paulo, que poderão ser escolhidas pelo patrocinador.

O projeto estreou em 2018 por meio do ProAC ICMS e, desde então, já passou por 9 cidades de São Paulo, tendo atingido 31 mil pessoas no total. Devido ao sucesso da iniciativa, em 2020 será realizada a 3ª edição e outras 4 cidades de São Paulo serão agraciadas com as apresentações.

Por ser realizado ao ar livre e em locais públicos, sem as barreiras que muitas vezes um local fechado impõe, os concertos atraem milhares de pessoas (de 2 a 5 mil por apresentação), com perfis diversos.

No repertório, clássicos da música campesina, como "Romaria", "Tristezas de Jeca" e "Cheiro de Relva" ganharam arranjos exclusivos para orquestra produzidos pelo renomado músico Neymar Dias, que também é o solista de viola caipira nas apresentações. Além da viola, os concertos contam com as vozes de Cláudio Lacerda e Rodrigo Zanc e uma orquestra convidada.